Semana de Magalhães

No âmbito da “Semana de Magalhães", em outubro de 2019, os jardins-de-infância do Agrupamento de Escolas do Viso, participaram na iniciativa conjunta, com as escolas associadas da rede UNESCO e promovida pela Câmara Municipal do Porto, tendo como objetivo reconhecer e valorizar o conhecimento da viagem de circum-navegação comandada por Fernão de Magalhães, associando o município às Comemorações do seu V Centenário.
Com este projeto procurou-se, implicar as crianças nesta aventura, difundindo o conhecimento da viagem de circum-navegação e a importância do seu contributo à escala global, promovendo a leitura, a escrita (estimulando as crianças a comunicar em todos os suportes, explorando os vários sentido do termo navegar), promovendo aprendizagens ligadas ao conhecimento de outros povos e outras culturas e, consequentemente, reforçar o respeito pelas diferenças e a valorização do outro, valorizar o espírito de descoberta e de exploração do desconhecido.

Tendo como fio condutor a Rota de Magalhães, cada escola associada representou uma Cidade/Ponto, onde Fernão de Magalhães fez escala, terminando nas Filipinas, onde veio a falecer. Ao Agrupamento de Escolas do Viso coube a representação da Ilha dos Tubarões, Puca-Puca.

Depois de se ter realizado um trabalho de pesquisa sobre a Rota de Magalhães, as educadoras de infância do Agrupamento, envolveram as crianças dos JI na construção de uma história. Cada sala de JI contribuiu com um capítulo para a história, que depois de explorada, deu lugar à preparação de atividades artísticas: coreografias, danças indígenas, dramatizações e canções.

Para além de revelar o poder de imaginação das crianças, a temática da preservação da natureza esteve presente em todo o projeto, promovendo atitudes e comportamentos sustentáveis.

Durante a “Semana de Magalhães”, no dia 23 de outubro, perante representantes da Câmara Municipal e representantes da direção deste Agrupamento, realizaram-se as apresentações de todos os JI na EB das Campinas.

No final, o registo da história foi colocado na Esfera Armilar, garrafa mensageira, em forma de papiro e foi levado à EB2,3 Pêro Vaz de Caminha por sete crianças, uma representante por cada sala de JI.

  • Foto2
  • foto8
  • Foto7
  • Foto6
  • Foto5
  • Foto4
  • Foto3
  • Foto1

Comments are closed.